Contato

Tel: +55 11 99597-2229

steinerfrazao@gmail.com

São Paulo, Brasil

O futuro já é presente

27.01.2017

tempo de leitura - 3 minutos

 

Descobri agora que não é o futuro que está se aproximando de nós, mas sim que a velocidade do presente é que está muito alta e alcançaremos (e nos tornaremos então) o futuro muito antes do que esperávamos.

 

Outro dia mesmo ouvíamos falar sobre as tendências no mercado de trabalho para os próximos 5 anos, discutidos no Fórum Econômico Mundial de Davos, em 2016.  (escrevi dois textos sobre o assunto que podem ser acessados aqui e aqui).

 

Agora, na semana passada, houve o Fórum de 2017 e, sobre o assunto, falou-se do mesmo, confirmando as tendências, só que agora antecipando para 2 anos o que chegaria em 5... Precisamos nos apressar!!!

 

Quem apresentou o trabalho desta vez foi a Manpowergroup, uma das maiores empresas globais de recolocação de pessoal, através de um relatório intitulado "The skills revolution" (algo como a revolução de competências),  detalhando como a revolução tecnológica irá mudar para sempre o mercado de trabalho.

 

O trabalho é resultado de uma pesquisa com 18 mil empregadores em 43 países de 6 setores da indústria.

 

Segundo Jonas Prising, presidente da ManpowerGroup: "Estamos vendo o surgimento de uma Revolução de Competências - onde ajudar as pessoas a aprimorar e adaptar-se a um mundo de trabalho em rápida mudança será o desafio definidor do nosso tempo. Aqueles com as habilidades certas vão cada vez mais dar as ordens, criar oportunidades e escolher como , onde e quando trabalhar."

 

Fala também sobre a urgência e importância da ação dos líderes, sendo responsivos e responsáveis: "não podemos desacelerar a taxa de avanço tecnológico, mas podemos investir nas habilidades dos empregados para aumentar a resiliência deles e das empresas. E os profissionais precisam cultivar o desejo e a capacidade de aprender novas habilidades, como forma de permanecer relevantes e empregáveis."
 

A boa notícia é que segundo o estudo, mesmo com o aumento da automação ainda teremos postos de trabalho, mas nem tudo são flores: cada vez mais será necessária uma melhor e continua capacitação dos profissionais. Essa necessidade é tão premente que 65% das posições que serão ocupadas pela "geração z" (os nascidos depois de 1990) ainda não existem.

 

Conclusão??? Nada de novo (para quem está ligado): desde 1850, já sabemos oficialmente por Darwin que o ponto principal da evolução (desenvolvimento) das espécies está em sua capacidade de se adaptar aos novos ambientes. Precisamos, então, (urgentemente), nos capacitar, evoluir, adquirir novas competências, ter novas habilidades... mas só se quisermos viver neste futuro que já é presente.

 

Forte abraço e sucesso.

 

Steiner Frazão

 

P.S.: se gostou, curta e compartilhe!

 

 

Para saber mais sobre o Fórum Econômico de Davos 2017 e o relatório do Manpowergroup veja os links abaixo:

 

http://www.manpowergroup.com/wef2017

http://www.businessinsider.com/davos-2017-manpowergroup-report-on-robots-jobs-skills-training-hr-2017-1

https://www.weforum.org/agenda/2016/08/this-little-known-skill-will-save-your-job-and-your-company

 

 

Please reload

Posts Destacados

(PEPCI)n 6 letras para o Sucesso - Comentários

05.06.2019

1/10
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Procure por Tags